Não me acorde quando
as comportas se abrirem

“Não me acorde quando as comportas se abrirem” no sentido mais literal de seu título fala sobre preferir a morte a ter que deixar o lugar de origem. Saudade é também sobre se apoiar em memórias ou símbolos quando o que é físico não está mais presente. A pesquisa toma como licença poética o caso da velha Jaguaribara onde uma cidade foi inundada por um grande açude e aborda por meio da licença poética o significado e a persistência da memória de um povo, seus símbolos, suas crenças, seu sentimento de pertencimento a um lugar.

  • Twitter Classic
  • Facebook Classic

© 2023 by ADÃO KANT / Orgulhosamente criado com Wix.com